test2

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Café com Lucian Freud (Geordie Greig)











Fotografia: David Dawson






Lucian Freud, neto do criador da psicanálise, é o mais famoso pintor inglês do século XX e seus retratos realistas e perturbadores são instantaneamente reconhecidos. Em uma biografia desconcertante, o leitor tem acesso pela primeira vez aos detalhes da peculiar vida de um dos maiores artistas de nosso tempo. Lucian proibiu a publicação de duas biografias autorizadas, mas permitiu que Geordie Greig — jornalista inglês, editor do Mail on Sunday — o encontrasse durante os últimos dez anos de sua vida no lendário Clarke’s, restaurante de Notting Hill, onde Lucian recebia os amigos e fazia quase todas as refeições. Aos poucos, eles desenvolveram uma forte amizade; Greig publicou algumas reportagens sobre Lucian em jornais e revistas e, após a morte do pintor, em 2011, começou a organizar o material gravado para escrever este livro. Greig proporciona um relato preciso e revelador de um artista que viveu sob suas próprias regras: nunca se rendeu a modismos estéticos, teve pelo menos 14 filhos, dois casamentos, inúmeras mulheres, sofreu com dívidas de jogo e era extremamente cético quanto à psicanálise. Além da profunda convivência, o autor entrevistou amigos, amantes e até alguns filhos de Freud, que nunca haviam falado publicamente sobre a relação com o pintor. A combinação de todas essas informações faz de "Café com Lucian Freud" um livro extremamente interessante, não apenas por seu caráter intimista, mas por retratar a personalidade genial que deixou como legado uma obra única e eterna, em tempos de imponderável renovação.



















Assista ao vídeo:

quarta-feira, 4 de maio de 2016

A Arte do Descaso (Cristina Tardáguila)









Museu da Chácara do Céu, RJ













Em pleno Carnaval, quatro homens invadiram o Museu da Chácara do Céu, no bairro de Santa Teresa no Rio de Janeiro, e roubaram cinco obras de arte: um Dalí, um Matisse, um Monet e dois Picassos, cujo valor estimado, na época, ultrapassava 10 milhões de dólares. Naquela tarde de 24 de fevereiro de 2006, os ladrões, de posse de uma granada, renderam os três seguranças, desligaram o sistema de câmeras de vigilância e fizeram nove reféns. Um dos invasores subiu em um móvel histórico para, com uma faca, cortar os fios de náilon que seguravam um dos quadros. Meia hora depois, saíram pela mata para nunca mais serem vistos. Até hoje se trata do maior roubo de arte do Brasil e do oitavo do mundo. Decidida a desvendar o mistério, a jornalista Cristina Tardáguila chegou a se colocar em situações de risco a fim de encontrar respostas. Em sua jornada, ela viajou para a Europa e mergulhou no mundo obscuro dos crimes de arte. A partir de meticulosa apuração dos eventos, muito maior do que a da própria polícia conseguiu levantar, a autora produziu uma narrativa vibrante, cheia de reviravoltas dignas de um thriller, construída apenas com fatos.



















Assista ao vídeo:

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Nova York Para Amantes De Cinema (Barbara Boespflug, Beatrice Billon)























Fotos: Christopher Moloney




Você gostaria de... visitar o Hotel Edison, palco de reviravoltas em "O Poderoso Chefão"? Saborear um brunch no Bubby’s, onde Anne Hathaway comemora seu novo emprego no filme "O Diabo veste Prada"? Procurar refúgio e tranquilidade na biblioteca de "O Dia Depois de Amanhã"? Pedir o mesmo prato de Meg Ryan no Katz’s Delicatessen em "Harry e Sally: feitos um para o outro"? Fingir ser Marilyn Monroe em cima da grade de ventilação do metrô de "O Pecado Mora ao Lado"? Entrar na Tiffany & Co. e imediatamente lembrar-se de Audrey Hepburn em "Bonequinha de Luxo"? Fazer compras no Zabar’s, loja preferida de Woody Allen e que foi imortalizada em seu clássico "Manhattan"? Este livro é o roteiro ideal não só para quem ama cinema, mas também para todos que querem visitar os lugares mais emblemáticos e que fizeram a fama de Nova York. Todos os lugares deste guia têm, acima de tudo, sua própria história e personalidade. Depois de conhecê-los, você vai perceber que a escolha dos diretores por esses locais como cenários de seus filmes não foi aleatória: eles estão cheios de charme e boas surpresas, cada um guardando um pedaço peculiar da encantadora alma de Nova York. Neste guia, as autoras reúnem os melhores bares, restaurantes, hotéis, lojas, galerias e teatros que foram escolhidos como locações imortais de filmes inesquecíveis. E compartilham suas melhores dicas e histórias para ajudar você a descobrir tanto os cenários célebres quanto os recantos menos conhecidos de uma das cidades mais cinematográficas do mundo. Sobre as autoras: Barbara Boespflug é diretora da divisão de entretenimento de uma das maiores agências de mídia do mundo. É formada em marketing e há quinze anos usa seus conhecimentos de mídia nas áreas de cinema, vídeo, música, entretenimento e TV, pelas quais sempre foi apaixonada. Louca por filmes e viagens, ela passa as férias seguindo os passos de seus filmes favoritos pelo mundo. Beatrice Billon desenvolve há vinte anos seu talento comercial na mídia, trabalhando para empresas de ponta. Apaixonada por cinema, ela se mudou para Paris depois de concluir a faculdade de administração para integrar a equipe da Studio Magazine. Nunca se cansa dos filmes e usa as viagens que faz pelo mundo para descobrir as locações das cenas que ficaram grudadas em sua memória.




















Assista ao vídeo:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...